domingo, 9 de novembro de 2008

BÊBEDO COM GROSELHA

Estou muito indeciso sobre qual o maior problema que o mundo enfrenta neste momento: 1) Os óculos da Sarah Palin; 2) O Steven Spielberg não ter sido preso, por ter feito com que o Indiana Jones 4 se assemelhe a radiação atómica, para a qual não podemos olhar mais de dois segundos, senão cegamos. 

Eu sei que estavam à espera que falasse sobre a crise financeira, mas têm de concordar comigo que os óculos da Sarah Palin têm algo de demoníaco, e foi desde que ela apareceu que começou toda a crise. Logo, se eles desaparecerem, a crise desaparece. Não é preciso agradecerem-me. Eu procuro soluções simples, para problemas aparentemente difíceis. 

Tenho recebido muitos mails a perguntar-me como é que costumo escrever os livros: “escreve directamente para o computador?”, “faz rascunhos?”, “já experimentou escrever a fazer o pino?”.

Eu coloco é a seguinte questão: o que é que os dois primeiros parágrafos têm a ver o Amei-te em Copacabana? Nada. Quem é que disse que os textos têm de ter coerência? O George Bush não é presidente dos Estados Unidos e não fala pior do que o Bob, o construtor sob o efeito de álcool?

E aqui estão alguns dos rascunhos que escrevi para o Amei-te em Copacabana. Amanhã vai estar fresco. A maré alta será às 17h34m.

















Enviar um comentário